Zona Azul vai aumentar investimentos no sistema de transporte

Sinalização Zona Azul – Harmony;  Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

O prefeito Rui Palmeira considera a regulamentação da Zona Azul como mais uma fonte de recursos que serão revertidos em melhorias para o Município. Implantada inicialmente na parte baixa, a Zona Azul será ampliada para outras áreas da cidade e todo o recurso arrecadado por meio da iniciativa será direcionado para melhorias no sistema de transporte público.

De acordo com o prefeito, além de utilizar o recurso arrecadado para a construção de novos terminais e abrigos de ônibus, por exemplo, com a iniciativa, o Município regula a utilização igualitária das vagas de estacionamento público, respeitando as reservas para idosos e deficientes físicos. “O uso e ocupação do solo é uma atribuição do Município e nós temos diversas áreas que servem, inclusive, como estacionamentos privados, ao invés de estarem sendo exploradas pelo Município, possibilitando novos investimentos”, pontuou.

“É claro que nós entendemos que é uma nova fonte de receita para o Município, mas também vamos aumentar a rotatividade das vagas, até porque existem casos de pessoas que se apropriam por horas, até dias dessas vagas, fazendo-as de depósitos particulares. Agora regulamentada, nós vamos fazer disso mais uma fonte de renda para levar mais investimentos ao cidadão”, reforçou Rui Palmeira.

A implantação da Zona Azul está regulamentada no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) se baseou na demanda por estacionamento, visto que a iniciativa vai proporcionar maior oferta de vagas, devido à rotatividade. Em Maceió, o decreto que regulamenta a atividade foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 26 de janeiro, com o número 8.371.

A Zona Azul já está funcionando na Jatiúca, nos estacionamentos públicos que ficam em frente aos edifícios Harmony Center e Le Monde. Agentes da SMTT estão orientando e tirando dúvidas de condutores sobre a utilização adequada do espaço.

Para utilização da áreas da Zona Azul, o condutor deve comprar créditos de estacionamento, por meio do aplicativo Zona Azul Maceió, que custam pouco mais de quatro centavos o minuto (R$ 0,0416), ou por meio do cartão impresso, vendido em locais próximos aos estacionamentos. O aplicativo Zona Azul Maceió já está disponível para download nos sistemas Android e iOS.

Eberth Lins/Secom Maceió