Suspeitos de matar Abinael são transferidos da Casa de Custódia

abinael
Os dois homens presos suspeitos de envolvimento na morte do gestor de Marketing Abinael Ramos Saldanha, foram transferidos da Casa de Custódia II, no bairro do Jacintinho, em Maceió, na manhã desta sexta-feira (1º) para o Sistema Prisional, na parte alta da cidade.

Jalbes Ferreira da Silva e Ericksen Dowel da Silva Mendonça, executor e mandante do crime, respectivamente, haviam sido presos no dia 22 de junho, e estavam na Casa de Custódia desde então.

De acordo com a agente de polícia que conversou com a reportagem do G1, a transferência foi realizada sem problemas.

Abinael havia desaparecido no dia 15 de junho. Ele foi visto pela última vez saindo da casa da noiva, no bairro da Santa Lúcia, na capital.

Segundo as investigações da polícia, no meio do caminho, o jovem foi pego em uma emboscada. O corpo do jovem, foi encontrado na noite do dia 22, em um canavial em Rio Largo, município da Região Metropolitana. O crime foi encomendado por R$ 6 mil.

A motivação do crime, encomendado por R$ 6 mil, seria a inveja que Dowel sentia de Abinael.

“Tudo nos leva a crer que o motivo era essa ascensão profissional que ele vinha a alcançar. Depois do desaparecimento, ele já estava assumindo algumas funções. Tem também essa questão da inveja. Ele se assemelhou muito na vida da vítima. Namoravam primas, se vestiam parecidos e tinham o mesmo carro”, explicou o delegado Ronilson Medeiros, responsável pela investigação, no dia em que os presos foram apresentados à imprensa.

Abinael foi sepultado no dia 23 de junho, sob forte comoção de parentes e amigos da vítima. O pai dele chegou a passar mal e precisou ser amparado.

Derek Gustavo – G1 AL