Semtabes garante apoio a artesãs da Economia Solidária

A economia solidária avançou muito em Maceió. Hoje, 23 grupos ativos comercializam seus produtos nos três pontos  disponibilizados pela Secretaria de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes). São cerca de 170 artesãs atendidas. Além de realizar o projeto Artesãos na Praça, que possui 60 barracas localizadas na Praça Lions, na Pajuçara.

“A economia solidária teve uma atenção especial. Conseguimos ampliar esses grupos, levando para diversos pontos da capital. É um ponto importante, desde o início da gestão. Queremos valorizar a cultura e também a economia e renda”, afirma o titular da pasta, Ricardo Lessa.

A artesã Vani Paulino, do Grupo Transcender, participa do projeto Artesãos na Praça. “O espaço da Praça Lions está ótimo. Estamos começando, mas é como todo começo. O que ganhamos já está nos animando. Somos vistos e reconhecidos. Nossa busca é essa: que as pessoas venham para a praça conhecer nosso trabalho”, convida a artesã.

Secretário Ricardo Lessa visita projeto Artesãs na Praça, na Pajuçara (Ascom Semtabes)

Alta Temporada

As lojas de economia solidária estão localizadas nos shoppings de Mangabeiras e do Benedito Bentes. O movimento na alta temporada conseguiu bater a meta prevista e influenciou na movimentação geral destes centros de compras. A terceira loja está localizada no Mercado do Jaraguá e foi inaugurada em novembro do ano passado.

A Semtabes vai continuar buscando parcerias para promover a expansão da economia solidária em Maceió. Entre as ações, também estão previstas a padronização dos grupos para identificação dos seus produtos e dos artesãos.

“O objetivo da secretaria é dar todo apoio de logística e de fomento. Vamos fortalecer e fazer o máximo possível para que nossa cultura seja valorizada e que nossos artesãos consigam se fortalecer”, finaliza o secretário Ricardo Lessa.

Ascom