Responsáveis pela Paraíso do Tuiuti são intimados a prestar novos esclarecimentos à polícia sobre acidente

Delegada quer ouvir o presidente da Liesa, presidente da escola, diretor de carnaval, carnavalesco e mecânico. Presidente da Tuiuti diz que chuva pode ter contribuído para que carro perdesse a direção.

A polícia intimou os responsáveis pela escola de samba Paraíso do Tuiti a apresentar mais declarações sobre o acidente com carro alegórico da agremiação que deixou 20 pessoas feridas no domingo (26) de carnaval.

De acordo com a delegada Maria Aparecida Mallet, da 6ªDP (Cidade Nova), os responsáveis pela escola foram intimados a apresentar mais documentações técnicas que indiquem os engenheiros responsáveis pelo projeto, pelas execução e pela vistoria.

O presidente da Paraíso do Tuiuti, Renato Thor, chegou por volta das 10h50 à delegacia e disse que acredita que o carro tenha perdido a direção por causa da chuva. “A avenida foi pintada recentemente, com a chuva, acho que o carro perdeu um pouco do controle, porque agora você dirige o carro de trás pra frente, de frente pra trás, e nada acontece. A chuva que, de repente deixou o carro um pouco meio sem direção”, disse Thor.

Ele afirmou ainda que a escola tem um engenheiro que acompanhou a construção dos carros. Segundo Renato Thor, esse engenheiro trabalha na escola há muito tempo e “é de confiança”. “Nunca teve esse problema. Até ele [o engenheiro] ficou surpreso dos fatos acontecidos”, completou o presidente da Tuiuti.

Ainda segundo a delegada, devem depor ainda nesta quinta-feira (2) o presidente da Liesa, Jorge Castanheira, o presidente da Paraíso do Tuiuti, o direto de carnaval, Leandro Azevedo, o carnavalesco Jack Vasconcelos, o mecânico responsável pela alegoria e o responsável pela contratação do motorista. “Cada detalhe de prova tem que ser verificado, conferido e avaliado”, afirmou a delegada.

Na manhã de quarta-feira (1), a Polícia Civil realizou uma perícia no carro alegórico que causou o acidente. De acordo com a delegada, a princípio, não será necessária uma nova perícia no carro da Tuiuti.

Unidos da Tijuca também prestará novos esclarecimentos
A delegada também informou que na próxima segunda-feira (6) devem prestar depoimento o presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, cinco diretores da escola, além do presidente do Crea-RJ, para prestar esclarecimentos sobre outro acidente na Sapucaí envolvendo uma alegoria da Unidos da Tijuca.

A delegada pediu ainda que fossem feitos dois novos exames de perícia complementar no carro alegórico que teve parte da estrutura despencada.

g1

02/03/2017