Projeto de escola pública de Alagoas aprova 31 alunos em universidades

Diretora de escola em Teotônio Vilela criou cursinho voluntário para o Enem. Em 2015, só 4 alunos conseguiram aprovação em universidades públicas.

31 estudantes de uma única escola da rede pública de Alagoas conseguiram aprovação em universidades públicas por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O bom desempenho foi graças a um projeto voluntário da Escola Estadual de Educação Básica Pedro Joaquim de Jesus, localizada no município de Teotônio Vilela, a 122 km de Maceió.

Três deles conseguiram o 1º lugar nos cursos de engenharia civil, engenharia química e letras, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Houve aprovados também na Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e na Universidade Federal de Sergipe (UFS) (veja a lista com os nomes e cursos dos aprovados ao fim do texto).

O número é quase oito vezes maior que o do ano anterior, quando apenas quatro alunos conseguiram aprovação. O desempenho da Escola Pedro Joaquim, entretanto, é exceção. Em 2015, apenas três escolas estaduais ficaram entre as que tiveram as 100 melhores médias do Enem em Alagoas.

Este ano, dos 200 alunos da escola aptos a prestar o Enem 2016, 50 se interessaram pelo projeto pedagógico e mais da metade conseguiu ser aprovada.

Luiz Elias da Silva Filho foi o 1º colocado no curso de engenharia civil da Ufal, com 980 pontos na redação. “Por pouco não consegui a pontuação máxima. Para alcançar todo esse desempenho, usei todas as estratégias do estudo em grupo e cheguei a citar o sociólgo Émile Durkheim na redação”.

A estudante Maria Keliane da Silva Rocha (16) passou para o curso de licenciatura em letras, da Ufal. Filha de pais analfabetos que trabalham vendendo feijão verde na feira pública da cidade, ela é a primeira integrante da família a chegar ao ensino superior.

“Se eu fiquei feliz com a aprovação na Ufal, meus pais ficaram ainda mais porque mesmo analfabetos eles entendem a importância dos estudos. Pois acreditam que só assim não repetirei a história deles e terei mais oportunidades para uma vida melhor”, relata Keliane.

O projeto para a preparação dos estudantes foi idealizado pela diretora da escola, Fátima Pimentel, e concretizado com a ajuda da coordenadora pedagógica Anna Carolina e de ex-alunos da instituição, que atuaram como facilitadores voluntários.

“Eu queria mudar essa realidade porque sei que grande parte deles não pode pagar uma faculdade. Foi aí que criamos o Lab-Enem com ajuda de voluntários que adotaram didáticas para compartilhar conhecimentos e ajudar no estudo”, expõe a diretora.

“A convocação foi aberta a todos os estudantes, porém, a participação era voluntária. Na ocasião, foi estruturado uma didática dinâmica com a ajuda de recursos visuais, tecnológicos, discussões e simulados que integravam as diversas áreas do conhecimento”, conta a coordenadora Anna Carolina.

Ex-aluno da escola estadual e estudante de licenciatura em letras, Jhonatan Veloso, foi um dos voluntários que participaram como facilitadores no Lab-Enem.

“Por ter um pouco de conhecimento sobre as avaliação das redações do Enem, fiquei responsável pela correção dos simulados. O melhor de tudo é que, além da experiência como professor eu também me preparei para o Enem e consegui ser aprovado em outro curso na universidade pública”, relata.

Rede pública de ensino

A preparação para o ensino superior deveria começar na primeira etapa da vida escolar, mas na última avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), Alagoas aparece entre os piores desempenhos do país, embora com uma pequena melhora em relação a anos anteriores.

O estado afirma que tem trabalhado na reestruturação do ensino público e que os índices já devem apresentar resultado nas avaliações de 2016 e nos anos seguintes.

Algumas escolas estaduais mais bem equipadas são exemplos para as demais. A diretora da Pedro Joaquim conta que a escola atende a mais de 2.200 alunos nos três turnos, com uma estrutura de 12 salas de aula refrigeradas, biblioteca, auditório, laboratório de ciências e linguagem, refeitório, pátio, quadra de esporte e campo de futebol, mas que não basta a parte física, é preciso haver empenho dos profissionais da educação.

“Por conta desse caso de sucesso de aprovação massiva de alunos em universidades públicas, houve um aumento de 980 novas matrículas para o ano. Um novo desafio que já estamos trabalhando para conseguir atender”, afirma Fátima Pimentel.

Confira abaixo a lista dos aprovados e os cursos escolhidos
Luiz Elias da Silva Filho (Engenharia Civil /Ufal)
Washington Paixão da Silva (Letras-Português/Ufal)
Thomás Henrique dos Santos (Engenharia Química / Ufal)
Ycaro Leandro dos Santos (Ciências da Computação / Ufal)
José Laylson de Albuquerque Santos (História Licenciatura / Ufal)
Maria Keliane da Silva Rocha (Letras-Português/ Ufal)
Davi Wátila Lima Costa (Agronomia / Ufal)
Marcos Paulo da Silva (História Licenciatura/ Uneal)
Jeslaine Ribeiro de Queiroz (Tecnológico em Segurança do Trabalho / Uncisal)
Diego Pinheiro da Silva (Tecnologia em Alimentos / Uncisal)
Cleverton da Silva (Ciências Biológicas / Ufal)
José Márcio da Silva Lima (Química Licenciatura/ Ufal)
Rabech Tawane Lima da Silva (Química Licenciatura/ Uneal)
Ana Carolina Honório da Silva (Química Licenciatura/ Ufal)
Jhonatan Veloso (Arqueologia / UFS)
Thayse Lidiane Veloso (Biologia / Ufal)
Claudevânia Maria dos Santos (Medicina Veterinária / Ufal)
André Mateus Firmino da Silva (Filosofia / Ufal)
Pedro Henrique Mariano (Direito / Ufal)
David Venâncio Mariano (Direito / Ufal)
Mateus Cardoso dos Santos (Ciências da Computação / Ufal)
Lucas Henrique dos Santos Silva (Biologia / Ufal)
Carolina Barbosa dos Santos (Matemática / Ifal)
Helicias Suzana Sampaio Santos (Letras / Uneal)
Eduardo Breno Farias dos Santos (Análise e Desenvolvimento em Sistemas de Saúde / Uncisal)
Victória Batista dos Santos (Letras / Uneal)
Ana Maria Almeida (Tecnologia de Alimentos / Uncisal)
Érika Carolayne (Biologia / Ufal)
Maria Jackeline da Silva (Letras / Ufal)
Igor Valentim dos Santos (Matemática / Ufal)
Chelton de Oliveira (Biologia / Uneal)

g1

15/02/2017