Nova temporada do MasterChef terá viagens e aumenta prêmio para R$ 200 mil

Nova temporada do MasterChef terá viagens e aumenta prêmio para R$ 200 mil

A quarta temporada do “MasterChef Brasil” vai contar com algumas novidades, ao entrar no ar no próximo dia 7 (terça-feira). O reality da Band terá menos participantes e um prêmio maior (R$ 200 mil ao invés de R$ 150 mil), mas manterá o trio de jurados após um problema na agenda de Henrique Fogaça e Paola Carosella. No total, mais de 27.500 pessoas se inscreveram, porém apenas 640 foram convocados para testes presenciais. A peneira diminuiu para 75, que vão se encontrar com os chefs após cozinharem um prato no estilo dos jurados.

Nessa lista estão não apenas brasileiros, como candidatos nascidos na Itália, Paraguai, Colômbia, Venezuela e Tailândia, com idades entre 22 a 61 anos. Os aprendizes têm profissões variadas como geógrafo, professor de jiu-jitsu, dentista, bombeiro, caricaturista e físico. Desses 75 anos, apenas 40 seguem na disputam. “Depois de conseguir o avental, os candidatos são emparelhados em duplas ou quartetos pelos jurados para embates específicos: o desafio da massa, da sobremesa, da cozinha caipira, da cozinha oriental, entre outros. Apenas 21 deles conseguirão manter o avental e entrar na cozinha do ‘MasterChef'”, antecipa Patricio Diaz, diretor do reality, vencido em 2016 por Leonardo Young.

‘Participantes querem empreender’, diz Ana Paula

De acordo com Ana Paula Padrão, a competição abriu as portas para os participantes trocarem de profissão. “Com o sucesso do programa, as pessoas veem no ‘MasterChef’ uma oportunidade para buscar uma nova alternativa de vida. Elas querem empreender e desenvolver outra habilidade além daquela que eles já exercem na vida profissional. Quem fica entre os melhores tem muito espaço depois no mercado de trabalho”, avaliou. O 21º finalista vai ser decidido por repescagem entre os quatro melhores.

Ao longo de 25 edições e com previsão de ser gravado até maio (no ar fica até agosto), o reality contará com provas gravadas fora de São Paulo. A primeira será nas Serras Gaúchas, no Rio Grande do Sul. Entre os convidados especiais estão confirmados Emmanuel Bassoleil e Thiago Castanha. As dinâmicas vão abordar ainda a culinária do Norte e do Centro-Oeste do país. Os dois finalistas serão premiados com um vale-compras de R$ 1 mil por mês. “Estamos procurando pessoas que cozinhem muito bem, mas que saibam o que estão fazendo, que não copiem. Mesmos as receitas clássicas, reinterpretadas por eles, precisam ser autênticas”, contou Paola, cuja filha critica suas próprias receitas.

“Só vão entrar na competição os cozinheiros que nos surpreenderem com pratos bem apresentados e saborosos”, acrescentou Henrique, que aprendeu a cozinhar com a avó. Nas provas, os participantes terão que cozinhar um prato “PF” no estilo do reality, por exemplo. A emissora paulista planeja produzir uma edição com celebridades.

msn

20/02/2017