Nevascas no Afeganistão deixam mais de cem mortos

Número de mortos ainda pode aumentar nos próximos dias após acesso a lugares remotos afetados.

As nevascas registradas desde quinta-feira (2) no Afeganistão deixaram mais de 100 mortos, entre eles cerca de 50 pessoas cujo povoado, na província de Nurisrão (nordeste), ficou soterrado, enquanto os serviços de socorro, mal equipados, tentavam acessar o local em busca de possíveis sobreviventes.

“Foram recuperados pelo menos cinquenta corpos, mas outro povoado, também soterrado, está fora do alcance” dos socorristas, declarou à AFP Mohamad Omar Mohamadi, um dos porta-vozes do ministério de Catástrofes Naturais afegão.

No final da tarde, o ministério havia registrado “54 mortos e 52 feridos por causa das avalanches e do intenso frio em 22 províncias”, das 34 em todo o país.

No entanto, o balanço de 100 mortos e dezenas de feridos provavelmente aumentará nas próximas horas ou nos próximos dias, conforme for estabelecido o acesso a lugares remotos de difícil acesso onde houve fortes nevascas.

No vizinho Paquistão também ocorreram problemas climáticos em algumas regiões, com um balanço oficial de 13 mortos em pelo menos duas avalanches próximas à fronteira com o Afeganistão.

O governo afegão decretou dia de feriado para os serviços públicos e para as escolas.

A neve devastou pelo menos “168 casas”, informou o ministério mencionado. Centenas de cabeças de gado também foram arrastadas pelas avalanches.

g1

05/02/2017