Filhotes de tartaruga são soltos no Mirante da Sereia, em Maceió

Tartaruguinhas foram colocadas na areia e logo correram para o mar. Crianças e adultos acompanharam ação na tarde deste domingo (19).

Mais de 120 filhotes de tartaruga foram soltos no Mirante da Sereia, Litoral Norte de Alagoas, na tarde deste domingo (19). As tartaruguinhas foram colocadas na areia e logo correram para o mar. Muitas crianças acompanharam a soltura.

A ação foi realizada pelo Instituto Biota de Conservação que fez a retirada dos filhotes dos locais de desova. Enquanto os animais eram colocados na praia, especialistas do Biota explicavam sobre a importância da preservação do meio ambiente e das espécies marinhas.

Segundo o diretor do instituto, o biólogo Bruno Stefanis, os filhotes foram desovados na areia e encontrados através do monitoramento feito pela equipe do Biota, que percorre as praias do norte do Estado a procura dos locais de desova.

“Enquanto eram ovos e estavam em desenvolvimento, nossa equipe fez visitas ao local para evitar que fossem destruídos. Quando passou o período estimado para a desova, o monitoramento foi mais intenso. Neste domingo viemos pela manhã vimos que sairiam por isso marcamos a soltura”, explicou o biólogo, ao informar que as tartarugas soltas neste domingo são das espécies oliva e pente.

A ação foi acompanhada por muitas pessoas. Crianças ajudaram a retirar as tartarugas dos recipientes e soltá-las na areia em direção mar.

“Trouxe minhas filhas para acompanhar a soltura. Soube pelas redes sociais e acho importante que elas acompanhem essa ação ambiental. Vimos o trabalho da retirada dos ovos com as explicações dos biólogos do instituto e isso foi muito importante”, comentou Alessandro Tavares, que levou as filhas de 3 e 9 anos.

Crianças ficaram aguardando que as tartarugas soltas chegassem ao mar. “Ela estava vindo na minha direção, mas depois conseguiu entrar na água”, disse a estudante Raíssa Magalhães.

Essa foi a segunda vez que Raíssa acompanhou a soltura de tartarugas. A mãe dela, Camila Teixeira contou que ela já esteve em outro momento como esse no projeto Tamar na Bahia. “Sempre que posso levo minha filha para esse contato da natureza”, falou.

Biota
O Instituto Biota de Conservação é uma ONG sem fins lucrativos que tem por objetivo promover pesquisa, proteção, conservação e defesa da fauna e da flora, por meio de projetos e ações que sempre atrelados à educação ambiental possam colaborar para o desenvolvimento sustentável e a preservação das espécies.

g1

20/02/2017