Cresce o número de acessos ao novo Portal da Transparência do Estado

9c4b682cf1a9a7a403cda4b2157151c7_L
Maria Clara Bugarim apresenta dados da transparência durante café com a imprensa no Mupa. Ascom/CGE

O Estado de Alagoas obteve excelente desempenho no quesito transparência. O assunto foi tema do café da manhã nesta terça-feira (5), no Museu Palácio Marechal Floriano Peixoto (Mupa), com a presença do governador Renan Filho. Na ocasião, a controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, apresentou informações e dados da Transparência no Estado e ressaltou que a ferramenta é essencial para aprimorar a gestão pública, além de ser o principal antídoto para combater a corrupção.

Entre as ações que possibilitaram o avanço de Alagoas nesse sentido está a reformulação do Portal da Transparência, batizado com o nome de Graciliano Ramos. Na conversa com a imprensa, Maria Clara Bugarim ressaltou que o número de acessos cresceu 94% nos últimos três meses.

O Portal pode ser acessado em tablets e celulares e, segundo a controladora, os acessos já correspondem a 27% nesses dispositivos. “Esse crescimento representa o fortalecimento do Controle Social. É o cidadão buscando informação pública, fiscalizando e acompanhando a gestão”, observou Maria Clara Bugarim.

Alagoas conseguiu saiu de 6,3 para 9,8 no Ranking Nacional da Transparência, segundo avaliação do Ministério Público Federal (MPF). A controladora atribuiu isso ao trabalho de toda a equipe e ao envolvimento das secretarias e órgãos do Executivo, atentos ao cumprimento da Lei de Acesso à Informação.

A controladora-geral lembrou que a corrupção, atualmente, é o maior problema do país, com um índice de 34%, superando a saúde, educação e desemprego. E destacou as capacitações realizadas pela CGE para preparar os servidores e estabelecer uma metodologia de trabalho fundamental para a valorização da transparência.

“Esse servidor que é cobrado precisa ser preparado para conseguir resultados melhores; Investindo no conhecimento, estamos investindo para ter um servidor público mais eficiente para trabalhar com o controle e a transparência”, frisou a controladora-geral.

Amanda Vieira – Agência Alagoas