Colega encomendou o assassinato de Abinael Ramos por R$ 6 mil

coleg
O delegado Ronilson Medeiros declarou, nesta quinta-feira (23), que o crime que vitimou Abinael Ramos Saldanha, de 25 anos, está praticamente esclarecido. Ele declarou que o inquérito ainda está em andamento, mas já aponta dois participantes no homicídio, Ericksen Dowell, 30 anos, autor intelectual, e Jalves Ferreira, autor material.

A motivação do homicídio, segundo Ronilson, foi mesmo a intenção de Ericksen de tomar o lugar de Abinael, na empresa onde os dois trabalhavam, em Maceió. O autor intelectual estava sendo treinado para assumir a função de supervisor, enquanto a vítima era gerente. Ericksen tinha um salário de R$ 1400, enquanto Abinael recebia R$ 2700.

Por conta da ambição de ocupar o lugar da vítima, Ericksen teria contratado Jalves Ferreira por R$ 6 mil, tendo pago duas parcelas de R$ 1500 antes do crime e uma de R$ 1400 logo após o homicídio, no dia 15 deste mês, restando ainda saldo devedor.

Segundo contou o delegado, os dois autores atraíram Abinael informando que o pneu do carro de Ericksen havia furado. A vítima ajudou a trocar o pneu e, logo depois, foi colocada dentro do carro por Jalves e levado até o local onde foi achado morto, em Rio Largo. Ele foi assassinado com apenas um tiro.

Ericksen Dowell teria esperado a notícia da morte em um bar.
TNH1