A surpreendente mudança de tom no discurso de Trump no Congresso americano

A surpreendente mudança de tom no discurso de Trump no Congresso americano

Pelo menos por uma noite, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, colocou de lado o tom bombástico e belicoso que marcou sua campanha.

Ele agiu e soou não muito diferente do que outros presidentes americanos que o antecederam.

Em seu primeiro pronunciamento em uma sessão conjunta do Congresso americano, depois de um primeiro mês turbulento, Trump fez um discurso convencional, na forma e no conteúdo, gerando surpresa.

Ele afirmou que os Estados Unidos estavam testemunhando “uma renovação do espírito americano”.

Adotando um tom otimista e comedido, o republicano falou de “um novo capítulo da grandiosidade” do país.

Trump condenou os recentes atos de vandalismo a cemitérios judaicos e o tiroteio no Kansas que deixou um homem de origem indiana morto.

O pronunciamento, transmitido ao vivo no horário nobre da TV americana, tinha por objetivo reter a queda de sua popularidade depois de um início de mandato, no mínimo, controverso.

O teor do discurso era o mesmo – Trump defendeu novamente a construção do muro na fronteira com o México, citou as acusações (infundadas) de que imigrantes indocumentados são mais suscetíveis ao crime, falou sobre a ‘América em 1º lugar’ no campo econômico e cobrou maior comprometimento dos aliados dos Estados Unidos.

terra

01/03/2017