A mentira me engolia vivo: “Sam Alves” sobre assumir homossexualidade

“Tinha o mesmo medo de toda pessoa que queira se abrir: a aceitação da sua família”, revelou o cantor

© AG news / Webert Belizio

Sam Alves assumiu publicamente ser homossexual na última terça-feira (7) por meio de uma publicação no Twitter. Neste sábado (11), o vencedor da segunda edição do “The Voice Brasil” contou que mentir sobre a orientação sexual o “engolia vivo”.
“Eu quis ter a oportunidade de poder dizer a verdade e ao mesmo tempo tentar explicar que não é tão fácil quanto pensam expor publicamente sua sexualidade, especialmente para alguém que trabalha no meio artístico, e filho de dois pastores”, contou o cantor ao EGO.
Sobre não ter se assumido antes, Sam Alves contou que queria manter a privacidade. ” Antes do The Voice Brasil e antes de ser jogado na luz dos holofotes da mídia eu sempre tive que discernir o que deveria expor da minha vida ou não, até para as pessoas mais próximas de mim. Após ganhar o The Voice Brasil eram milhares de mensagens, entrevistas, e perguntas sobre a minha vida pessoal, inclusive sobre a minha sexualidade. Achei melhor dizer ‘não sou gay’ quando fui abordado por essas perguntas publicamente no passado”, disse.
Segundo o cantor, a decisão pareceu mais fácil pois ainda não havia exposto a orientação sexual para a própria família e amigos.
“Fui criado na igreja e sempre tive minha fé como primeiro na minha vida. E por ser filho de dois pastores, e de família de igreja, tinha o mesmo medo de toda pessoa que queira se abrir sobre sua sexualidade: a aceitação da sua família”, declarou.
O vencedor do TheVoice também disse que não conseguiria viver sob uma máscara. “Bem no profundo da minha alma, eu sabia que não iria conseguir ser como alguns artistas que são obrigados a projetar uma imagem do que não são para a aceitação pública por toda a vida e ao mesmo tempo não me sentir completo e feliz com isso. Respeito a decisão deles, mas sabia que isso não era para mim. A mentira me engolia vivo”, afirmou.