A bordo de porta-aviões, Trump defende aumento de gasto militar nos EUA

A bordo de porta-aviões, Trump defende aumento de gasto militar nos EUA

O presidente Donald Trump anunciou nesta quinta-feira (2) que conversou com os comandantes da Marinha para rever os planos de uma “maior expansão” naval.

Trump falou no momento em que promove o aumento do gasto em Defesa, o qual deve encontrar grandes resistências entre os democratas no Congresso.

“Nesses tempos complicados, nossa Marinha é a menor desde a Primeira Guerra Mundial”, disse Trump aos marinheiros a bordo do novo porta-aviões Gerald R. Ford.

Reiterando a meta do comando naval, o presidente disse que a Marinha deveria manter uma frota de 12 porta-aviões. Hoje são dez. O mais antigo data de 1975.

Ao custo de US$ 12,9 bilhões, o Gerald R. Ford será o 11º porta-aviões dos Estados Unidos. O próximo, John F. Kennedy, está em construção.

Com a perspectiva de retirada do porta-aviões mais antigo da Marinha em 2025, a corporação quer garantir que seja substituído antes dessa data.

“Acabo de falar com os líderes da Marinha e da indústria, e discutimos meus planos para nos comprometermos com uma maior expansão de toda nossa frota naval, incluindo ter os 12 porta-aviões de que precisamos”, disse Trump.

bol

03/03/2017