14 são presos em operação policial que deixou dois mortos em Alagoas

Ação conjunta teve início na última terça-feira (14), em Maceió e Arapiraca.  Dois suspeitos de liderar grupo morreram em confronto com a polícia.

O balanço da operação contra o tráfico de drogas realizada na última terça-feira (14), em Maceió e Arapiraca, foi apresentado durante entrevista coletiva na tarde desta quarta (15), na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Dois suspeitos morreram em uma troca de tiros com a polícia, 14 foram presos e 2 adolescentes foram apreendidos.

O grupo criminoso atuava no bairro Senador Nilo Coelho, em Arapiraca, e também na capital alagoana. Segundo o delegado Gustavo Xavier, da regional de Arapiraca, eles também estão envolvidos com homicídios e roubos.

“Sabemos que esse grupo está envolvido em outros crimes na cidade de Arapiraca. Eles comandam o bairro, que também é conhecido como ‘Cidade de Deus’. E agora, nós os capturamos”, explicou o delegado.

Marco Paulino da Silva, 33, conhecido como “Marquinhos” ou Canela”, e Glaydson Paulino Alves de Jesus, 22, o “Guegue”, foram mortos em confronto no bairro do Antares, em Maceió. Segundo a polícia, eles seriam os chefes do grupo.

Foram presos Taíse Paulino da Silva, 26, José Francisco da Silva, o “Xiquinho”, 21, Luan Pereira da Silva, 19, Kleciane Marques da Silva, 22, conhecida como “Maria”, Gildo Douglas Soares, 20, o “Pimpolho”, Givaldo Francisco da Silva, 23, o “Gil”, Dyana Maria de Farias, 24, Roniele Barbosa dos Santos, 31, vulgo “Roni”, Jonata da Silva, 22, o “Gordo”, Jeferson Pereira de Freitas, 21, o “Prancha”, Cleiton Carlos Oliveira, 27, Isaias da Silva Santos, 19, o “Borel”, Jamerson Tenório de Oliveira, 18, e Kamilla Fonseca de Araújo, 21. Esta última foi liberada após audiência, assim como os dois menores apreendidos.

Ao G1, todos os suspeitos negaram as acusações, exceto Jamerson Tenório, que não foi apresentado durante a entrevista coletiva.

“Foram aproximadamente 5 meses de investigação. Essa operação foi muito importante para a cidade de Maceió por conta da distribuição que acontecia na cidade. Com essas prisões, conseguimos diminuir mais um grupo”, informou o delegado da Repressão ao Narcotráfico, Gustavo Henrique.

Foram apreendidos três revólveres, um carro e uma moto, 23,5 quilos de maconha, 1 quilo de crack e meia grama de cocaína. “Todas as drogas foram avaliadas aproximadamente em R$ 40 mil”, disse o delegado Henrique.

Segundo a polícia, seis suspeitos ainda estão foragidos. O delegado Gustavo Xavier afirma que a operação segue em andamento até a prisão de todos os envolvidos.

g1

15/02/2017