Neymar volta ao Brasil com gol, assistência, 90 minutos em campo e confusão no final

Desde junho fora dos gramados, Neymar voltou com um gol e deu uma assistência, mas também se envolveu em confusões no empate do Brasil com a Colômbia em 2 a 2. O amistoso internacional foi realizado no Hard Rock Stadium, em Miami, nos Estados Unidos, nesta sexta-feira.

O camisa 10 do Brasil não jogava desde quando sofreu uma contusão no amistoso contra o Catar, antes da disputa da Copa América. Mesmo sem ritmo de jogo, ele atuou em toda partida.

Contra a Colômbia, Neymar chutou três vezes a gol, sendo o terceiro jogador da seleção que mais finalizou, ficando atrás de Richarlison (5) e Coutinho (4). Em uma das finalizações, já na segunda etapa, balançou as redes para garantir a igualdade.

Ele tentou driblar nove vezes ao longo da partida, mas acertou apenas duas vezes, diz o MSN.

O craque acertou 28 passes de 39 tentativas (71,8% de aproveitamento). Em um deles, aos 19 minutos do primeiro tempo, Neymar deu a assistência para o gol de Casemiro, em uma cobrança de escanteio perfeita, na cabeça do volante.

Neymar foi o jogador que mais sofreu faltas ao longo da partida (4). E, em um deles, acabou se envolvendo em polêmica.

Aos 28 do segundo tempo, o atacante entrou na área com a bola dominada pelo lado esquerdo, quando sofreu um empurrão nas costas de Davinson Sánchez. O camisa 10 caiu no chão e bateu a cabeça na placa de publicidade, mas o juiz não marcou a penalidade. Os jogadores brasileiros reclamaram muito do lance.

Após o apito final, ele se envolveu em uma confusão com o colombiano Wilmar Barrios, da Colômbia. Os jogadores trocaram xingamentos e empurrões no rosto.

Na Copa América de 2015, Neymar foi expulso após o final do jogo contra a Colômbia, que teve uma discussão generalizada. O camisa 10 chutou a bola em cima do lateral Armero. Um ano antes, na Copa de 2014, o brasileiro saiu machucado depois de levar uma joelhada nas costas de Zuñiga.

07/09/2019