Desfile da Independência atrai mais de 12 mil pessoas a Jaraguá

Mais de 12 mil pessoas prestigiaram, na manhã deste sábado (7), o Desfile da Independência realizado na Avenida da Paz, bairro de Jaraguá, em Maceió, segundo dados do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Foram empregadas cerca de 180 viaturas, quatro aeronaves e 2700 componentes de 19 instituições que participaram do evento cívico-militar para celebrar os 197 anos de Independência do Brasil.

O Desfile da Independência teve início por volta das 8h30 com a chegada do governador Renan Filho ao Memorial à República. Em entrevista coletiva, ele disse que espera que o país volte a crescer economicamente e com justiça social. “Eu espero que esse dia signifique justiça social, equidade entre as pessoas e liberdade para que o Brasil reencontre novas possibilidades de voltar a crescer, gerar emprego e trazer oportunidades para todo o povo brasileiro”, declarou o governador.

Após a execução do Hino da Independência, o chefe do Executivo estadual fez a revista às tropas em viatura aberta, na companhia do comandante do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (59º BIMtz), Cláudio Gadelha; da Polícia Militar de Alagoas (PM), Marcos Sampaio; do Corpo de Bombeiros (CB), André Madeiro; do secretário de Estado da Segurança Pública, Lima Júnior; do capitão dos Portos de Alagoas, Haron Jorge Cavalcante; e do comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Maceió, Diógenes da Rocha Garcez.

O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, e o presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Marcelo Victor, também prestigiaram o evento cívico-militar.

Desfilaram integrantes da Aeronáutica, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil (PC), Perícia Oficial, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Programa Ronda no Bairro, Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), Lions Club, Cruz Vermelha, Grupamento Independente de Patrulhas Juvenis e Escoteiros do Brasil e Florestais.

Mesmo com 96 anos de idade, numa cadeira de rodas, dona Gasparina Mazoni Martins fez questão de assistir ao Desfile da Independência.”Essa é a data mais importante para o nosso Brasil. Todos os anos eu venho. Eu desejo (à nação) felicidade, saúde, paz e amor a Deus”, declarou Gasparina.

O Grito dos Excluídos encerrou o desfile. A marcha, que em 2019 completou 25 anos, teve como tema a “Vida em Primeiro Lugar” e reuniu movimentos sociais, sindicatos, estudantes e trabalhadores do campo e da cidade.

Ascom – 08/09/2019